sábado, 18 de julho de 2009

A vida, o trabalho e as emoções

O meu trabalho é um desafio e um prazer. Tenho sorte, eu sei, mas cada vez mais acredito que aprendo com tudo o que se passa no estaleiro, na rua, em casa e pelo mundo fora. Sinto, reajo, integro. Aproprio-me da realidade (minha) porque me desperta emoções. Vibro e choro (no palácio), comovo-me, alegro-me e sinto muito. Muitas coisas. A vida cheia de pormenores e cores sentidas.
É um prazer trabalhar com pessoas. Sentir que posso espalhar uns pózinhos que estimulam alguma felicidade escondida ou semear uma proposta de sorriso.
Ser psicóloga é um privilégio, estar atenta e disponível para o outro é uma sorte tremenda.
E de facto, cada vez mais acredito que aprendo com tudo... o que se passa fora e dentro, o que me leva a reflectir e a crescer, a ser mais rigorosa comigo própria. Encontro mais verdades em mim no dia-a-dia, descubro-me e reinvento-me.
Haverá mais gozo do que "aprendermo-nos" para sempre?
Tenho andado apaixonada pela Psicologia...

2 comentários:

nuno disse...

eu costumo dizer como me poderei definir se cada vez que me olho me encontro diferente .
e acho que tem a ver com esse aprender constante sobre nós proprios e a surpresa de novas descobertas, a reinvenção .

A vida é cheia de pormenores sim, mas só quando reparamos neles, quando estamos atentos, predispostos a reparar , aí sim fica-se com uma vida muito mais preenchida, não ? :)

Ana Red Nose disse...

Isso mesmo!
É o bom que vem depois de confirmarmos que não temos certezas de nada, tudo muda e evolui! Estamos em constante mutação! :)
Bom fim-de-semana!

 
Site Meter