quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

O estranho mundo das sopas

Tenho uma relação ambivalente e perturbada com as sopas. Gosto, mas nem sempre as desejo ou como. Tenho livros somente dedicados ao tema e não consigo reproduzir as receitas. O tempo de cozedura da matéria prima é sempre um mistério, o sal também e não acredito naquelas pessoas que me falam em "olhómetro", "prática" ou qualquer acto pouco controlado do género na elaboração de uma sopa.
Contudo, para mim, conceber uma sopa é algo mágico. Os ingredientes escolhidos, medidas, temperos, tempo ao lume... sim, mágico e misterioso.
Mas estou melhor! Hoje comprei vários legumes e atirei-os para a panela azul. Ficaram ao quentinho durante uns 40 mn e depois triturei-os com a batedora. Imaginem lá o que aconteceu? ... tudo aquilo se transmutou numa boa sopa! Estou feliz! Viva a sopa!!!!


Há uns anos publiquei no blog da Anne Marie um post sobre o assunto. Reproduzo-o para notarem a evolução:


Como não fazer uma sopa - Janeiro de 2006
Anne Marie aconselha os leitores, caso queiram ousar criar uma sopa, a:
- não encherem a maior panela azul que tenham com água;
- não pensarem que o sal faz mal e acrescentarem ao balde de água uma simples pitada de sal (mesmo tendo especiarias);
- não despejarem, sem pensar, uma embalagem com umas cenouras, espinafres e um pedaço de abóbora e pensarem que, por magia, tudo isto se vai transformar num delicioso creme de espinafres;
- não enfiarem, num momento de pânico, latas de feijão vermelho e de cenouras e ervilhas para tornar o vosso sumo numa sopa. Qualquer efeito produzido na sua textura é ridiculamente pequeno e insignificante;
- não introduzirem, noutro momento de aflição, outro conjunto de vegetais para fazer sopa, simplesmente cru. O facto do sumo ainda estar quente não leva a que estes legumes cozam como por magia;
- não acreditarem que, depois de triturar com a batedeira estes últimos legumes duros e crus, estes ficam suavizados e cremosos, desaparecidos no sumo. Não, ficam a boiar, teimosos e a rirem-se da vossa incompetência;
- não acreditarem no mito urbano que fazer uma sopa é fácil. Quem diz isso provavelmente droga miudas nas discotecas e rouba-lhes um rim;... e vou comer uvas!


Era eu em 2006. Hoje estou muito melhor! :)

3 comentários:

Doce e Salgada... disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Doce e Salgada... disse...

Olá!
É legal essas coisas do blog, a gente olha pros anos anteriores e pode ver o quanto evoluímos :D
Quanto à sopa,parabéns, nem todo mundo consegue fazer uma!A da minha mãe é deliciosa e ela usa a panela de pressão para cozer e dura quase o mesmo tempo a cozer normal só que à panela de pressão mantém os nutrientes dos legumes então eu sugiro cozer com a panela de pressão!lol... Gostei muito do seu blog, bem original, bjokas!

Ana Red Nose disse...

Obrigada!
Estive a ler o teu blog, é giro!Não consigo é colocar comentários. Porque será?
Beijinhos! Bom ano!!!!

 
Site Meter